por g1.globo
Acessos: 331

Equipamentos de segurança não podem faltar na sua casa

Os equipamentos de segurança eletrônica, são ferramentas importantes para reduzir a vulnerabilidade das residências de sofrer ações criminosas. Nesse texto iremos indicar alguns dos principais equipamentos de segurança eletrônica utilizados para fins residenciais.

As câmeras de vigilância

São equipamentos que garantem que toda as atividades em pontos específicos da casa sejam monitoradas e possuem importante efeito inibidor nos criminosos. De maneira geral, utilizam-se câmeras de vigilância na entrada da casa, assim como em regiões que possam estar mais inseguras, como garagem, região dos fundos e ou internamente em locais de fluxo onde se deseje controlar.

É importante verificar sempre se as câmeras instaladas possuem sensores infravermelho, que permitem através de dispositivos optoeletrônicos capturar as imagens em ambientes sem a devida iluminação, permitindo que o sistema de câmeras funcione mesmo na ausência de luz.

É fundamental que essas câmeras estejam atreladas a um sistema de gravação ( DVR - Digital Video Recorder), permitindo que as imagens gravadas sejam identificadas posteriormente. Recomenda-se que esse sistema de gravação possua uma backup remoto ( ou na nuvem - Internet) para que no caso de uma invasão, os criminosos não levem as gravações. É possível também através da Internet monitorar remotamente essas imagens através de um computador ou de um smartphone.

O botão do pânico

O botão de pânico é um equipamento que pode estar à disposição do vigilante, porteiro, zelador, morador ou funcionário da empresa. Ele tem por finalidade disparar o alarme (sonoro ou silencioso) com o intuito de inibir a ação do invasor. O sistema botão de pânico também pode estar conectado à empresa de monitoramento que será notificada na ação e tomará as providências cabíveis, como acionar ajuda policial ou enviar uma viatura de apoio com vigilantes.

O acionamento do botão de pânico é feito manualmente. Normalmente ele é instalado em locais discretos, porém que sejam de fácil acesso para os responsáveis pela segurança do local. Há ainda a opção do botão de pânico sem fio que pode ser carregado pelo vigilante, porteiro, morador ou funcionário da empresa.

As concertinas

A concertina é a versão moderna do arame farpado. Produzida em formato de espiral, com laminas afiadas de 4 pontas, cortantes e pontiagudas, são confeccionadas para agarrar e penetrar o intruso. Essa barreira de proteção elimina qualquer tentativa de invasão e ou evasão dentro da área protegida.

Muitos moradores, inclusive, optam por criar uma combinação de concertinas e cercas elétricas. Para isso, é utilizada a cerca elétrica na porção mais externa e a concertina de maneira mais interna. Com isso, são formadas duas camadas de proteção sendo, portanto, mais eficiente contra invasores.

O porteiro eletrônico com vídeo

Quem possui um portão eletrônico para sua segurança precisa, naturalmente, de um porteiro eletrônico para poder liberar o acesso. Muitas vezes, entretanto, somente utilizar a voz como ferramenta pode ser arriscado e criar situações potencialmente perigosas.

Por isso, um dos equipamentos de segurança residencial mais importantes nesses casos é o porteiro eletrônico com vídeo. Assim que alguém tocar a campainha, será possível ver, graças a uma câmera localizada na entrada, de quem se trata e se é seguro abrir o portão. Esse dispositivo é especialmente útil para evitar situações em que pessoas conhecidas, sob a coerção de criminosos, tenham o acesso facilitado no interior da residência. É possível atrelar o sistema de câmeras de vigilância para auxiliar nesse processo.